[Portal Exame] Startup gera oportunidades para empresários de todos os ramos

Depois de sair de uma multinacional, a jornalista Vanessa de Oliveira decidiu fazer uma mudança na sua vida. Em uma viagem à Europa em 2011, Vanessa notou que muitas padarias usavam sacos de pão com publicidade e a ideia chamou atenção. Foi então que abriu a empresa pioneira da área no Brasil: a Mídia Pane.

O sucesso foi tanto que franquearam o modelo de negócio abrindo oportunidade para outras pessoas. Hoje a rede possui 203 unidades por todo território nacional – e pretendem fechar 2018 com 350.

“A mídia pane tem uma estrutura completa e contamos com uma equipe capacitada que atende toda a parte operacional do negócio, cabe ao franqueado prospectar os clientes”, diz a sócio fundadora Vanessa de Oliveira. “Tendo força de vontade essa junção é sucesso certo”, completa.

Rede criou empreendedores pelo país
Empresários de diversas áreas resolveram apostar no modelo de negócio como fonte de renda principal, no estilo home based, sem a necessidade de um escritório ou ponto comercial, sem custos com estoque.

É o caso do funcionário público Lúcio da Rocha de Manaus, que com a chegada de mais um filho viu que um salário não manteria seu padrão de vida e apostou numa franquia Mídia Pane. “Não encontrei condições de melhoria salarial em meu trabalho e procurei algo que eu pudesse fazer em meu tempo livre”, diz Lúcio. “Hoje meu carro é meu escritório, meu celular é o meu computador e minha equipe é o mundo”, completa.

Os irmãos Mauro e Rosana de Alagoinhas Bahia, também apostaram na ideia. Após ser demitida de uma grande empresa, Rosana investiu seu dinheiro em um novo plano de negócio. “Eu achei aquilo incrível e inovador, e sabia que poderia dar certo, sabia que aquilo podia impactar as pessoas”, conta Rosana.

Na grande ABC a história não foi diferente, após sair de uma indústria, Carlos Martins foi expandir seus horizonte na feira do SEBRAE e conheceu a franquia Mídia Pane, acreditou na ideia e hoje tem um índice de produção altíssimo, atendendo exclusivamente diversas padarias da cidade.

Para a fundadora da rede, o mercado de franquias é necessário para desafogar o número de pessoas em busca de empregos com carteira assinada. Segundo Vanessa a população já consegue perceber que não existe mais emprego para todos, por isso novos métodos para alcançar a estabilidade e independência financeira são indispensáveis. “Em outros países o empreendedorismo já é uma realidade e aqui no Brasil ele está começando a despontar”, relata.

Veja aqui a matéria no site da Exame