Microfranquia transforma necessidade em oportunidade

No último mês aconteceu em São Paulo a 26ª ABF Franchising Expo, a principal vitrine de Franquias do Brasil reuniu 65 mil pessoas interessadas em abrir um negócio. Na contramão do atual cenário político e econômico do País, pesquisas da ABF (Associação Brasileira de Franchising) apontam que o setor obteve 9,4% de crescimento no primeiro trimestre do ano, isso prova que o empreendedorismo tem sido alternativa de muitos para driblar a crise e a falta de empregos e transformar necessidade em oportunidade, principalmente as microfranquias, por não exigirem alto valor de investimento inicial.

Atualmente o Brasil se configura como um dos países mais empreendedores do mundo, motivando pessoas a encararem o desafio de colocar em prática ideias de negócio que lhe propiciem renda. Os motivos que levam as pessoas a empreender tem naturezas divergentes, investem por Oportunidade ou Necessidade.

O empreendedorismo de oportunidade é quando profissionais já empregados, ou em suas próprias empresas optam por iniciar um novo negócio vendo oportunidades no mercado, com um planejamento prévio, buscando maiores lucros, e mais mecanismos que gerem o mesmo. Em contrapartida o empreendedorismo de necessidade é a comum situação do profissional desempregado, que busca uma recolocação no mercado, e pela falta de opção se torna obrigado a desenvolver alguma forma de obtenção de renda, a necessidade o faz investir em um novo negócio.

Essa necessidade de empreender foi a plataforma no cenário atual de mercado, levando profissionais a pensar fora da caixa buscando espaço no ramo de negócios.
Os otimistas enxergaram a implícita necessidade e urgência de empreender no negócio próprio para mudar suas realidades, e exigindo baixo capital inicial, a franquia Mídia Pane oferece a chance de duplicar esse investimento em um curto período.

A Mídia Pane tem sido destaque no setor de microfranquias, a rede atua no formato home based, com uma proposta sustentável e inovadora, desenvolve propagandas em saco de pão com alta qualidade. A empresa é o resultado de uma startup de sucesso que se transformou em uma rede de franquias com o objetivo de formar novos empreendedores, fundada pelos sócios Henrique André e Vanessa de Oliveira.

No último ano a franquia teve um crescimento expressivo, resultado dado a dois pontos impactantes, o primeiro, é o investimento inicial acessível e com rentabilidade mensal na faixa de R$6 mil já nos primeiros meses. O faturamento é expressivo e similar ao de grandes marcas que exigem investimento alto e longo prazo de retorno. “Nosso formato de negócio é simples e inteligente, convém para o franqueado, sem gastos com estrutura, estoque, maquinário e sem necessidade de equipe, permitindo uma rentabilidade similar a de grandes empresas com investimento altíssimo. Fomos na contramão do mercado trazendo a oportunidade mediante a necessidade de todo empreendedor, o retorno rápido com pouco investimento”, conta Henrique.

“O formato é facilmente aplicável, sendo a escolha ideal para
quem busca resultados rápidos e duradouros tendo um baixo capital, o momento é agora, a necessidade de empreender em algo estável é a saída mais adequada da crise em que vivemos. Profissionais que querem se recolocar no mercado, podendo se dedicar no negócio próprio para garantir a estabilidade financeira, buscaram a franquia, gerando bons resultados em 2016 e início de 2017.”, reforça Vanessa sobre o público que empreende por necessidade.

A franquia conta atualmente com 204 unidades pelo país e estima a abertura de mais 50 novas marcas para este ano. A rede faturou R$ 12 Milhões em 2016 e esperar fechar 2017 com faturamento na casa dos R$ 18 Milhões.

Fonte: https://www.terra.com.br/noticias/dino/microfranquia-transforma-necessidade-em-oportunidade,ad80dbe2fe6401e1662926418c7f32f37evyqi02.html